Resultados da Consulta Popular são homologados

Resultados da Consulta Popular são homologados
As áreas que terão maior volume de recursos serão Saúde e Segurança – Foto: Leonardo de Moraes/SPGG Download HD (5,00 MB)

 

A Comissão Geral de Coordenação da Consulta Popular analisou recursos e homologou os resultados da Consulta Popular, nesta segunda-feira (11), em reunião realizada na Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). A Consulta Popular foi realizada em agosto deste ano e contou com a participação de 705.835 eleitores, que indicaram as prioridades de cada uma das 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento – Coredes.

Foram confirmados investimentos de R$ 60 milhões, que serão distribuídos em 11 áreas. A que terá o maior volume de recursos será a Saúde, com R$ 21 milhões, conforme escolha dos cidadãos que votaram na Consulta Popular. Em segundo lugar ficou a Segurança, com R$ 12 milhões, e em terceiro, o Desenvolvimento Rural, com R$ 9 milhões.

No ano que vem, o pleito será antecipado em razão das eleições gerais no país e acontecerá nos dias 19, 20 e 21 de junho.

Histórico

Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da sociedade, que define parte dos investimentos que constarão no Orçamento do Estado. Anualmente, o governo fixa o valor – para este ano foram R$ 60 milhões -, que será submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como a quantidade de habitantes e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Quanto será destinado para as secretarias

– Saúde – R$ 21.473.555,00

– Segurança – R$ 12.966.851,00

– Desenvolvimento Rural – R$ 9.471.271,00

– Agricultura – R$ 5.835.620,00

– Obras, Saneamento e Habitação – R$ 3.650.784,00

– Turismo, Esporte e Lazer – R$ 2.496.579

– Educação – R$ 1.455.685,00

– Departamento Autonomo de Estradas de Rodagem – R$ 1.117.143,00

– Minas e Energia – R$ 847.998,00

– Desenvolvimento Econômico – R$ 386.571

– Desenvolvimento Social – R$ 297.943,00

Texto: Lucas Barroso/Ascom SPGG
Edição: Denise Camargo/Secom

Publicado em: