Recursos da Consulta Popular 2016/2017 para Canela e Nova Petrópolis são liberados

Via www.rs.gov.br

Os recursos visam a ampliar a rede trifásica no campo, levando energia aos produtores da agricultura familiar – Foto: Divulgação/SME

O governo do Estado confirmou o depósito de R$ 322.432,54, referente à Consulta Popular 2016/2017, para dois municípios da Serra: Canela e Nova Petrópolis. O valor atende à demanda da Secretaria de Minas e Energia (SME), que foi a mais votada no Corede Hortênsias e visa a ampliar a rede trifásica no campo, levando energia aos produtores da agricultura familiar.

Para Canela, são R$ 224.300,90, que serão utilizados para a ampliação de 3,475 quilômetros de rede trifásica, beneficiando cerca de 28 famílias. Já para Nova Petrópolis, são R$ 98.131,64, destinados para a ampliação de 1,426 quilômetro de rede trifásica, beneficiando 13 famílias.

Recentemente, o coordenador do projeto na SME, Eduardo Zimmermann, fez uma vistoria, ocasião em que percorreu os locais onde serão realizadas as obras nos dois municípios. “Como se trata de um recurso liberado por meio da SME, cabe a nós a fiscalização prévia e ao final da execução da obra”, esclareceu. Zimmermann lembrou que, embora o Estado esteja praticamente 100% eletrificado, 60% das redes ainda são monofásicas e não atendem mais à necessidade dos agricultores. “Apesar dos recursos serem de pequena escala, são importantes para aumentar a produtividade dessas famílias, que dependem de energia de qualidade para melhorar sua produção”, explicou.

O secretário interino de Minas e Energia, Márcio Biolchi, destacou que os recursos auxiliam no desenvolvimento das regiões, criando melhores condições de vida e de fortalecimento dos negócios nessas cidades. “Há um compromisso de governo, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, de quitar os pleitos eleitos pela população”, avaliou Biolchi, sendo que quase 90% da Consulta 2016/2017 está em dia.

Eduardo Zimmermann percorreu os locais onde serão realizadas as obras nos dois municípios
Eduardo Zimmermann percorreu os locais onde serão realizadas as obras nos dois municípios – Foto: Divulgação/SME

O que é a Consulta Popular

Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da população no orçamento estadual. As regiões elegem suas demandas em audiências públicas e assembleias municipais, escolhendo as prioridades da população.

A Secretaria de Minas e Energia, por meio do processo de Consulta Popular, desenvolveu um projeto piloto de implantação de rede trifásica no meio rural. De acordo com Zimmermann, o objetivo era a criação de um programa maior, intitulado Energia Forte no Campo, que tem custos estimados em R$ 1,3 bilhão e necessitam de financiamento externo.

Na Consulta Popular 2016/2017, dos 28 Coredes, 20 escolheram o programa de ampliação da rede trifásica de energia. Os moradores dos Coredes Serra e Hortênsias elegeram o programa Energia Forte no Campo como prioridade.

Já na Consulta Popular 2017/2018, dos 28 Coredes, 19 selecionaram a demanda como prioridade. Os moradores do Corede Paranhana Encosta da Serra elegeram o Programa Energia Forte no Campo como prioridade.

Texto: Ascom SME
Edição: Sílvia Lago/Secom

Tags: , ,
Publicado em: