Apuração parcial registra maior votação digital da Consulta Popular

Apuração parcial registra maior votação digital da Consulta Popular

Com a apuração parcial, mais de 507,7 mil gaúchos escolheram prioridades de investimentos regionais pela internet – Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini Download HD (1,08 MB)

A Consulta Popular 2017-2018, realizada entre terça (1º) e quinta-feira (3), registrou 507.767 votações pela internet, a maior participação digital já alcançada (veja quadro abaixo). Com a apuração parcial até agora, um total de 509.375 eleitores participou do processo. Por SMS, foram 1.608 pessoas. Ainda restam computar os votos por aplicativo antes de divulgar o resultado final na quarta-feira (9).

No ano passado, quando já não havia mais votação em papel, 405.541 gaúchos escolheram as prioridades de investimentos, incluindo internet, SMS e aplicativo. Em 2015, quando ainda não era usado o SMS, foram 565.972 votos. Em 2014, foram registrados 1.313.170, mas ainda não existiam as opções de votação por SMS nem aplicativo – só em papel ou pela internet.

O processo eleitoral começou no mês de maio quando, em assembleias organizadas em mais de 220 cidades, foram definidos entre 6 a 10 programas para constarem na cédula de cada uma das 28 regiões do estado. O eleitor escolhe um desses programas e entre três a cinco dos mais votados são eleitos por região.

Poder de decisão

Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da sociedade, que define parte dos investimentos que constarão no Orçamento do Estado. Anualmente, o governo fixa o valor – de R$ 60 milhões em 2017 – que será submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como a quantidade de habitantes e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Texto: Ascom SPGG
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Publicado em: